Voltar

Notícias

TRIBUNAL DE CONTAS VOLTA AO TRABALHO E DÁ PARECER FAVORÁVEL AS CONTAS DE TRAJANO DE MORAES


7 de janeiro de 2019 313 visitas

Em recente sessão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) foi emitido parecer favorável à aprovação das contas de 2017 de Trajano de Moraes. O gestor, Rodrigo Viana e o vice Jorge Diniz, realizaram durante o período investimentos na área de saúde, educação, cultura, esporte, lazer entre outras. Segundo o TCE não foi gasto com pessoal mais do que 54 % da Receita Corrente Liquida (RCL) como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Pelo segundo ano consecutivo, os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) tiveram que dar adeus ao recesso e trabalhar em janeiro para dar seguimento ao julgamento das contas municipais fluminenses. Os funcionários voltaram ao batente na quarta-feira (2), em uma sessão que aprovou os números apresentados por Angra dos Reis, Itabapoana, Trajano de Moraes, São José de Ubá e Cambuci.

De acordo com o prefeito Rodrigo Viana, a aprovação se deu pelo uso correto do dinheiro público com decisões acertadas, como o corte imediato de recursos assim que assumiu o governo municipal. Ainda conforme o prefeito, apesar da aprovação com louvores dos conselheiros, muitos investimentos feitos pela atual gestão não fazem parte do rol das análises do TCE.

“A população de Trajano de Moraes e dos distritos confiaram em nossa gestão, e o resultado esta aí para todos verem, ou seja, estamos entre os cinco municípios que tiveram as contas aprovadas no estado do Rio de Janeiro. Quero agradecer aminha equipe de trabalho que esta sempre comprometida em oferecer e levar o melhor a nossa cidade. Com isso o planejamento e correta execução dos recursos são muito superiores, refletindo na melhoria da qualidade de vida da população”, comentou Rodrigo Viana.

De acordo com o TCE, todos os cinco prefeitos cumpriram os investimentos mínimos em saúde e educação, mas em cada um dos casos houve ressalvas feitas pelos conselheiros. Com o plenário ainda desfalcado pelo afastamento de cinco titulares como consequência da operação “O quinto do ouro”, o TCE fechou o ano de 2018 com apenas 33 pareceres distribuídos, dos 91 municípios jurisdicionados pelo tribunal.

Fonte da Notícia: PREFEITURA MUNICIPAL DE TRAJANO DE MORAES - RJ Assessoria de Comunicação - Ascom