Voltar

Notícias

Solenidade cívica marca os 194 anos da independência brasileira


7 de setembro de 2016 1.085 visitas

Este ano, evento substituiu o tradicional desfile como medida de contenção de despesas

Cantagalo – Através das secretarias municipais de Educação e de Cultura, a Prefeitura de Cantagalo realizou na manhã desta quarta-feira, 7 de setembro, em frente ao prédio da Prefeitura, na Praça Miguel de Carvalho, no Centro da cidade, a solenidade cívica que marcou as comemorações pelos 194 anos da independência brasileira.

Este ano, conforme explicou o prefeito Saulo Gouvêa, a solenidade substituiu o tradicional desfile que envolve escolas e colégios das três redes de ensino no município – municipal, estadual e particular. “Foi a forma que encontramos de marcar a data sem a utilização de investimentos financeiros, tendo em vista que estamos cortando os gastos por causa da crise”, informou, ao lado da primeira-dama Lenora Bittencourt Papelbaum.

Contando com participação de representações do Colégio Estadual Maria Zulmira Torres e do Ciep 277 – João Nicolau Filho (Janjão), além de secretários municipais, assessores, professores, servidores e da sociedade em geral, a solenidade foi marcada pelo hasteamento das bandeiras ao som do Hino Nacional Brasileiro, executado pela centenária Sociedade Musical 15 de Novembro. O estudante Jefferson Faria leu a poesia ‘Meu Brasil Verde e Amarelo’ e a Sociedade Musical 15 de Novembro executou o Hino da Independência para encerrar a cerimônia.

Em discurso, o prefeito Saulo Gouvêa chamou a atenção para os esforços que têm sido feitos para garantir que a Prefeitura passe pela crise sem causar danos ainda maiores à população. ‟Estamos fazendo gestão, e a substituição do desfile por esta cerimônia faz parte deste trabalho. Temos que ter responsabilidade com o gerenciamento do setor público, pois é assim que podemos dar a nossa contribuição para o município e o país, independentemente de quem venha depois”, disse. Também usaram a palavra a secretária municipal de Educação e interina de Cultura, Fernanda Torres, e a vereadora Renata Huguenin, que representou a Câmara Municipal.

Redação/Fotos: Gilmar Marques