Voltar

Notícias

Setrab aumenta índices de atendimento ao trabalhador


4 de fevereiro de 2018 441 visitas

O número de recolocados no mercado de trabalho cresceu 20% em 2017, enquanto o índice de emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social teve um aumento de 12,3%, em relação a 2016.

O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab), conseguiu, em 2017, garantir um crescimento de 20% no número de trabalhadores que voltaram ao mercado, apoiados pelo serviço de Intermediação de Mão de Obra (IMO) – Cadastro de Vagas. O programa recolocou 6.737 pessoas, no ano passado, contra 5.612 em 2016. Outro índice que apresentou um crescimento de 12,3% foi o de emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), passando de 85.228 (2016) para 95.768 em 2017.

Mesmo com a crise na área de trabalho em todo o país, apontada pelo último Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), na semana passada, e nos números da Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio Mensal (Pnad), divulgada esta semana pelo IBGE, os dados da Superintendência de Atendimento ao Trabalhador e Relações Trabalhistas (SATRT-Setrab) mostram que o serviço mantido pelo governo tem conseguido captar e oferecer vagas reais ao trabalhador. O Caged registrou percentuais negativos em 20.832 vagas e a Pnad apontou a taxa de desemprego do ano de 2017 em 12,7%.

Responsável direto pelo atendimento do trabalhador, o Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ) recebeu, ao longo de 2017, investimentos do Projeto de Reestruturação das Unidades(PRU). Por meio de convênios, sem ônus para o Estado, assinados com prefeituras e empreendimentos comerciais, a secretaria remodelou e inaugurou 12 agências entre 2016 e janeiro deste ano. Houve ainda a assinatura de diversos convênios voltados à qualificação e formação profissional.

O PRU está baseado em parcerias com shoppings e prefeituras, que oferecem a estrutura, enquanto a secretaria arca apenas com luz e IPTU. A economia chegou a R$ 50 mil por agência, por ano. A expansão da rede e o novo perfil das unidades permitem aproximação com o trabalhador. A Setrab mantem 14 agências na capital e outras 24 nas demais regiões do estado e este ano já prevê novos acordos para a rede, a serem realizados com supermercados.

A restruturação cria um novo ambiente para receber o trabalhador, segundo o secretario Milton Rattes, porque “possui sistema moderno de atendimento, com fácil acesso e com um ambiente interno que também é programado para que as pessoas se sintam seguras e possam ter tranquilidade”. “Pensamos nesse conjunto de ofertas, onde o trabalhador terá agregado um pacote com os serviços do Sine agregados aos que os shoppings já oferecem”, explicou.

Entre as novas agências, nove estão em shoppings (Campo Grande, Recreio, Jacarepaguá, Irajá, São Gonçalo, Sulacap, Santa Cruz, Alcântara e Guadalupe) e duas em municípios da Região Metropolitana (Queimados e Seropédica). Todas remodeladas entre final de 2016 e ao longo de 2017. Em 2018 foi reinaugurada a 12ª unidade dentro do programa, em Barra do Piraí, no Médio Vale do Paraíba.

O secretário Milton Rattes tem recebido diversas solicitações de outros estados para detalhar o modelo que Rio de Janeiro seguiu para transformar suas unidades. “Este processo, hoje, nos coloca na linha de frente como exemplo a ser seguido. Outros estados já buscam este sistema, mas isto aconteceu a partir de nossa implantação. Somos o primeiro estado da União a ter Sines funcionando dentro de shoppings”, explicou Milton Rattes.

Outra preocupação da Setrab é a inclusão no mercado da pessoa com deficiência (PcD). Em setembro foi realizado o Circuito D, programa que reuniu mais de 60 empresas e dois mil trabalhadores. Também está em tramitação o projeto que cria a Casa de Inclusão da Pessoa com Deficiência, que permitirá a consolidação de uma política afirmativa de inclusão produtiva, com atendimento específico e qualificado.

Casa do Trabalhador da Ilha do Governador

Com início de instalação em setembro, a Casa do Trabalhador da Ilha foi totalmente entregue à população em novembro de 2017 e fica localizada na Estrada da Cacuia, 1574, Cocotá. Mais de 200 pessoas já recebem formação em dez cursos, com uma lista de espera que passa de 120 interessados. Durante a inauguração, alunos foram diplomados nos cursos de Barbeiro, Design Sobrancelhas e Empreendedorismo.

Casa do Trabalhador de Manguinhos

Casa do Trabalhador de Manguinhos, situada na Av. Dom Hélder Câmara, 1.184, em Manguinhos/RJ (atrás da UPA de Manguinhos – Antiga Casa Amarela), completou quatro anos de funcionamento em Julho de 2017, sempre investindo em projetos voltados para a comunidade. No local, são ofertados cursos que atendem a jovens, idosos, homens, mulheres e abrem o caminho para a integração social que mantém, na mesma sala de aula, alunos com perfis muito distintos.

Cerca de 50 mil pessoas passaram pelo local para algum tipo atendimento deste a abertura da CTM. Destes, pelo menos 25 mil realizaram reciclagem, concluíram cursos e ganharam a oportunidade de retornar ao mercado de trabalho ou se transformaram em empreendedores. Em 2016, a novidade entre os 15 cursos ofertados, foi o de formação em língua alemã. Hoje o local atende a cerca de 300 pessoas em cursos, 200 alunos para O Jovem Aprendiz, 53 Atendimento Jurídico/mês e 30 Mediações Sociais/Mês.

Programas de qualificação vão atender a 4,1 mil trabalhadores em 2018

A Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) vai qualificar e aperfeiçoar profissionalmente 4.130 trabalhadores em 27 cursos distribuídos em todo o estado, ao longo deste ano. O projeto terá verba de R$ 3,3 milhões do Programa Brasileiro de Qualificação Social Profissional (Qualifica Brasil), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), além da participação de universidades, ongs e empresas captadas em convênios sem ônus. Os cursos são totalmente gratuitos.

Para estar apto a participar do programa, o trabalhador deve se dirigir a uma unidade do Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ), se inscrever ou atualizar seu perfil no banco de dados. Em 2017, a Setrab qualificou 2.214 pessoas em mais de 40 cursos realizados nas duas Casas do Trabalhador (Manguinhos e Ilha do Governador) e por meio de convênios com a Universidade Castelo Branco (UCB), da Organização Não Governamental (ONG) Favela Mundo e da empresa de Conservação Clean Soluções.

O secretário de Estado de Trabalho e Renda, Milton Rattes, afirmou que o processo faz parte do esforço da Setrab para reduzir os efeitos dos cortes de postos de trabalho sofridos no estado e que, com as reestruturações realizadas no Sine-RJ, o programa atende, diretamente, os mais atingidos pela crise. “Esta é uma oportunidade para o trabalhador redirecionar seus esforços para voltar ao mercado, mas também é uma opção para aqueles que estão empregados, na medida em que devemos sempre nos aperfeiçoar na área em que atuamos. Além disso, é uma chance para as empresas que buscam profissionais atualizados no mercado”, afirmou.

Entre as propostas de qualificação, o trabalhador irá encontrar formação e aperfeiçoamento para Porteiro e Vigia; Encarregado de Limpeza; Gestão de Segurança Patrimonial; Técnica de Vendas; Motivação para o Mercado de Trabalho; Grafite; Maquiagem Social; Decoração de Unhas; Turbantes e Tranças Afro; Fantasias e Adereços; Maquiagem Artística; Noções Básicas de Marketing; Metodologia 5S; Gerenciamento de Mídias Digitais; Técnicas de Vendas; Gestão Profissional; Atendimento ao Cliente; Excel e  Word; Noções Básicas de Inglês; Noções Básicas de Francês; Preparação para Entrevistas de Empregos; Assistente Administrativo; Consultor de Vendas ( Vendedor de Comércio Varejista); Cuidador de Idosos; Eletricista e Instalador de Baixa Tensão; Reparador de Telefone; Profissional de Hotelaria (Porteiro de Hotel, Recepcionista de Hotel, Camareiro de Hotel); Profissional de Varejo (Operador de caixa e repositor); Profissional de Conservação e Limpeza; Profissional de Produção (Alimentador de linha de produção e tecnólogo em logística e transporte); Barbearia; Design de Sobrancelha; Cestaria em Jornal; Artesanato (Diversos); Empreendedorismo; Agente Social Comunitário; Fotografia; Maquiagem; Laços e fitas decoradas; Curso de Alemão/URFJ; Relógios em Jornal;  Laboratório de Corte e Costura; Bijouterias; e Cursos de Gastronomia Sustentável.