Voltar

Notícias

Seminário do PNAIC reúne representantes de vários municípios em Nova Friburgo


29 de agosto de 2015 220 visitas

O seminário inicial do Pacto Nacional da Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) aconteceu na última quinta, 27, das 8h às 17h, no auditório do Centro Administrativo César Guinle, e reuniu coordenadores locais e orientadores de estudo do PNAIC do polo 8, que abrange as cidades de Nova Friburgo, Cachoeiras de Macacu, Sumidouro, Areal, Guapimirim, Bom Jardim, Cantagalo, Carmo, Cordeiro, Duas Barras, Macuco, Santa Maria Madalena, São José do Vale do Rio Preto, São Sebastião do Alto, Teresópolis e Trajano de Moraes.

O seminário foi aberto pela secretária municipal de Educação, professora Tânia Trilha, que destacou a importância do PNAIC para a formação dos professores alfabetizadores, e foi coordenado pela professora Elisabeth Ogliari Marques, supervisora do pacto, que apresentou a equipe de formadores da UFRJ que atuará em 2015, bem como a organização das formações no decorrer deste ano. Elisabeth esclareceu que o foco da formação será a consolidação de tudo que foi trabalhado nos anos anteriores.

Em seguida, os representantes dos municípios de Teresópolis, Santa Maria Madalena, Cantagalo e Duas Barras deram um depoimento sobre pacto, detalhando sobre as formações ocorridas em 2013 e 2014, destacando o trabalho de motivação dos professores e orientadores pedagógicos, a dedicação dos orientadores de estudo e o trabalho desenvolvido em sala de aula pelos professores alfabetizadores como sendo primordial.

No período da tarde, foi proferida a palestra “Teorias de Currículo e o Trabalho Pedagógico”, pela formadora do PNAIC, Marcela Moraes de Castro, e realizada mesa redonda, mediada pela professora Elisabeth Ogliari, com o tema “Comunicação na sala de aula: o que chamamos de texto matemático?” e “A leitura literária e o processo de ensino-aprendizagem”, com as formadoras Denise Felippe da Rocha Wiecikowski e Andressa Farias Vidal.

O coordenador local do pacto em Nova Friburgo, Luís Felipe Martins, encerrou o evento afirmando estar otimista em relação à formação em 2015, apesar do atraso por conta da crise, pois acredita no comprometimento dos formadores e dos professores.

Texto: Rosa H. Martire