Voltar

Notícias

PRF flagra mais de 18 mil veículos em alta velocidade em Operação Integrada


28 de agosto de 2015 188 visitas

Em quatro horas de fiscalização, policiais rodoviários federais registraram velocidades superiores a 190 km/h
A primeira etapa das Operações Integradas da Polícia Rodoviária Federal, realizada em todo o País, terminou com 18.473 veículos surpreendidos com excesso de velocidade nas rodovias federais. Realizada nesta quinta-feira (27), em 152 pontos estratégicos, a ação é uma potencialização da fiscalização, que já é rotina da PRF.
O número é resultado da ocupação simultânea de 152 pontos estabelecidos no início da operação. De acordo com o assessor nacional de Comunicação Social da PRF, Diego Brandão, a importância da operação vai além da simples punição. “A presença dos policiais nas rodovias também resulta na formação de opinião das pessoas contribuindo para a construção de um trânsito seguro”, explica.
Os condutores flagrados em alta velocidade serão penalizados de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Para aqueles que estiverem com excesso de até 20% em relação ao limite, cabe multa de R$ 85,13 e quatro pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Aos que forem pegos excedendo em mais de 20% até 50%, a multa é de 127,69 e cinco pontos na carteira. A punição mais grave é para os motoristas que transitarem em velocidade que exceda a permitida em mais de 50%, com multa de R$ 574,62, sete pontos na CNH e suspensão do direito de dirigir, uma vez que há previsão de agravante da infração gravíssima em 3 vezes, dada a gravidade da conduta.
O excesso de velocidade foi o tema escolhido para iniciar as Operações Integradas, pois é uma das principais causas de acidentes de trânsito no Brasil. Segundo o Coordenador-Geral de Operações, Silvinei Vasques, as ações da PRF vão até o fim do ano e contarão com fiscalizações específicas. “Nosso objetivo é sensibilizar os usuários das rodovias federais sobre os riscos que correm ao cometer uma infração. As próximas ações vão focar a ultrapassagem em local proibido, embriaguez e condutas irregulares com motocicletas”, destaca.
A próxima etapa das Operações Integradas será no dia 02 de setembro, quando a PRF realizará fiscalizações para coibir a ultrapassagem em locais proibidos, infração que pode resultar em acidentes com maior letalidade, que é a colisão frontal.