Voltar

Notícias

Presidente da CBVela e atletas elogiam evento-teste na Baía de Guanabara


23 de agosto de 2015 223 visitas

Mais de 70 atletas participaram das regatas neste sábado

O presidente da Confederação Brasileira de Vela (CBVela), Marco Aurélio de Sá Ribeiro, elogiou o evento-teste da modalidade para os Jogos Olímpicos Rio 2016, que terminou neste sábado (22/08). A Regata Internacional de Vela reuniu na Marina da Glória 344 atletas de 55 países. Segundo Marco Aurélio, o saldo da competição foi positivo.

– Como teste para as Olimpíadas foi um sucesso. Nós conseguimos realizar todas as regatas durante a semana. Todos os chefes de delegação com quem eu falei foram unânimes em parabenizar o Brasil por esse evento. Disseram que foi um dos melhores eventos-teste que já participaram de todas as Olimpíadas. Acho que o Rio de Janeiro está pronto para os Jogos – afirmou o presidente da CBVela.

Ao longo deste sábado, houve disputa de quatro modalidades, reunindo 70 atletas. Os brasileiros também aprovaram as provas na Baía de Guanabara.

– A organização da prova foi muito boa e eu tenho bastante confiança de que até as Olimpíadas a estrutura da Marina da Glória estará em perfeitas condições para receber o evento. A qualidade da água estava muito satisfatória e consegui visualizar as melhorias que os ecoboats estão causando. Comparando ao que víamos há alguns meses, vi pouco lixo flutuando. Espero que a efetividade desse sistema seja definitiva – disse o atleta brasileiro Jorge Zarif, nono lugar na classe Finn.

A cerimônia de premiação da regata também aconteceu neste sábado. Martine Grael e Kahena Kunze foram as únicas atletas brasileiras que subiram ao pódio, levando a medalha de ouro. A dupla compete na classe 49erFX feminino.

Investimentos em saneamento

O Governo do Rio vem realizando oito grandes obras de saneamento visando os Jogos Olímpicos, totalizando investimentos de R$ 3 bilhões. As intervenções já em curso são o cinturão da Marina da Glória, a Unidade de Tratamento de Rio (UTR) Irajá, as Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs) de Alcântara e da Pavuna, ampliação da ETE Alegria e obras dos troncos coletores Faria Timbó e de Manguinhos e da Cidade Nova.

Na Baía de Guanabara, houve avanço de 11% para 51% no índice de tratamento de esgoto. Recentemente, foi lançado o Observatório da Baía de Guanabara, integrado por cientistas de 10 centros de pesquisa fluminenses. Todo o trabalho será realizado em parceria com técnicos do Governo Estadual em ações planejadas para os próximos 15 anos. Estão envolvidos no projeto pesquisadores com experiência na recuperação das baías de Chesapeake (EUA), Brest (França), e Sidney (Austrália).

A Secretaria do Ambiente está implantando o novo plano de contenção de lixo flutuante da Baía de Guanabara. A meta é a contenção de 95% do resíduo flutuante que chega à região. São 10 ecobarcos, monitorados por satélites, e nove ecobarreiras. Até 2016, serão 17 ecobarreiras.

Fotos: Carlos Magno