Voltar

Notícias

Pezão garante segunda etapa dos salários dos servidores


4 de dezembro de 2015 336 visitas

Pagamento será feito na próxima quarta-feira (9/12)

O governador Luiz Fernando Pezão reiterou que pagará, na próxima quarta-feira (9/12), a segunda etapa dos salários relativos a novembro dos servidores ativos e inativos do Poder Executivo. Pezão passou a tarde de hoje (3/12) na Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), negociando débitos do setor com o estado. O governador fará o mesmo na Associação Comercial. O Rio tem R$ 7 bi a receber já declarados por ambos os segmentos.

– Garanto o pagamento dos servidores no dia 9. Já pagamos mais de 53% dos funcionários. Estou na data limite permitida por lei para pagar os outros 47%. É um momento de muita dificuldade do país e do estado. A minha prioridade é conseguir recursos para manter os pagamentos em dia. Hoje fui à Firjan e amanhã estarei na Associação Comercial do Rio, fazendo um apelo para que as pessoas paguem os seus impostos – afirmou Pezão.

O governador antecipou que o estado deverá solucionar pendências financeiras com fornecedores do Hospital Universitário Pedro Ernesto já na próxima segunda-feira (7/12).

– Quero regularizar o repasse na segunda-feira. Estou pedindo ajuda ao prefeito Eduardo Paes para que a Comlurb nos ajude nas unidades com problemas de limpeza – adiantou Pezão.

Novas receitas

O governador destacou a importância da 12ª lei econômica para incrementar a arrecadação do estado, recém-aprovada na Assembleia Legislativa. O objetivo do texto, regulamentado na última segunda-feira, é facilitar o recolhimento de impostos.

– O estado vive da receita que as empresas recolhem. As empresas também estão com muita dificuldade. Eu preciso hoje de R$ 2 bilhões para fechar o ano. Eram R$ 13,5 bilhões em janeiro. Fizemos um esforço imenso e conseguimos R$ 13,2 bi, mas o déficit aumentou porque a atividade econômica do país caiu. O Rio é o estado mais impactado porque a Petrobras está paralisada – observou Pezão.

Antecipação dos royalties

O governador também explicou a razão pela qual desistiu da operação financeira que permitiria a antecipação de royalties do petróleo para cobrir despesas com servidores e fornecedores.

– O Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal me cobraram quase 70% de juros. Estamos com uma taxa de juros de 14% da Selic. Se eu fizesse essa operação, teria problemas com o Tribunal de Contas do Estado e com o Ministério Público. Como, diante de uma taxa de 14% , vou pagar 70%? Vou sacrificar o futuro do estado? O país perdeu grau de investimento, o estado perdeu grau de investimento. Infelizmente, a demagogia que fizeram de aprovar a mudança do regime de petróleo nos coloca com uma espada na cabeça. O estado recebe essa receita com uma liminar que não dá certeza aos bancos de que o governo terá essa antecipação dos royalties. Por isso, a taxa de risco de 70% – detalhou Pezão.

Folha de novembro

Os 90.688 pensionistas já receberam integralmente nas datas previstas no calendário, de 24 a 30 de novembro, de acordo com o número de inscrição.

Os servidores inativos e ativos que ganham até R$ 2 mil líquidos mensais receberam o valor integral do pagamento nas datas previstas, ou seja, nas últimas terça-feira (1/12) e quarta-feira (2/12), respectivamente.

Para aqueles que ganham acima deste valor, o estado também depositou R$ 2 mil nessas datas. A diferença será paga no próximo dia 9.