Voltar

Notícias

Mercado Produtor de São José de Ubá é referência na região


24 de agosto de 2015 448 visitas

Prefeitura em parceria com Governo do Estado retoma as atividades antes desativadas há quase 10 anos.
São José de Ubá, terra de um povo honesto e trabalhador, que tem na agricultura e pecuária, sua maior fonte de sustento. Tem orgulho de ser o segundo maior produtor de tomate do estado do Rio de Janeiro. A atual administração, que tem a frente o Prefeito Gean Marcos, vem trabalhando muito desde o início de 2013, quando iniciou o governo, para o retorno da comercialização do Mercado Produtor que aproximadamente há dez anos se encontrava fechado.
Já em 2013 com a parceria firmada entre a Prefeitura de São José de Ubá com o Governo do Estado, Ceasa Rio, Emater, Associação de Produtores Rurais como a Aprovisan em iniciativa de seus representantes como o Prefeito Gean, o então Secretário e Deputado Federal Felipe Peixoto e o Presidente da Ceasa Rio Leonardo Brandão, além do Presidente da Ceasa Local Sr. Ricardo Tostes, Sr. Hamilton Valeriote Júnior (na época Presidente), Sra. Norma Lúcia da Emater Local, Sr. Claudio Roberto Presidente da Aprovisan ( Associação de Produtores Rurais), inclusive com a participação efetiva dos produtores liderados pelo produtor Roberto Coelho Marinho, Sr. Beto Marinho.
A Prefeitura tem mostrado muito esforço no que diz respeito ao melhoramento do Mercado produtor, como a colocação de alambrados em toda a extensão da Ceasa, além da câmara fria que também foi trazido através da grande parceria de sucesso com o governo do estado. Outra grande inauguração foi o Banco de Alimentos, o programa, contra o desperdício e combate à fome chegou aos mercados produtores do Noroeste Fluminense, localizados respectivamente nos municípios de Itaocara e São José de Ubá. As duas unidades atendem, ao todo, a 16 municípios das regiões Norte, Noroeste e Serrana.
O Prefeito de São José de Ubá, Gean Marcos, comentou sobre a alegria de receber o projeto na cidade.
“A agricultura é o que fomenta nossa economia. Então, o que não vai faltar são alimentos para abastecer esse projeto. Isso é bom para os produtores, que terão garantia da venda dos seus produtos e para as demais instituições que serão atendidas”, comentou o Prefeito Gean Marcos.
Diego Varsi – Assessoria de Comunicação