Voltar

Notícias

Macuco sedia 3º Festival Intermunicipal de Poesia nas Escolas


10 de novembro de 2015 473 visitas

Um evento de exaltação à arte literária e valorização do talento e sensibilidade de estudantes do interior fluminense. Assim a diretora de Cultura macuquense, Vera Lúcia Tiberto, definiu o 3º Festival Intermunicipal de Poesia nas Escolas, realizado na última quinta-feira de outubro, 29, no Auditório Francisco Dornelles, no Parque de Exposições Edgar Rodrigues Luterbach, em Macuco.
Com apoio irrestrito do prefeito Félix Lengruber e praticamente sem ônus para a Prefeitura de Macuco – já que a parceria com a iniciativa privada viabilizou a infraestrutura do evento e a premiação dos vencedores –, o festival foi abraçado pelo Departamento de Cultura local e a grande final recebeu um número expressivo de expectadores dispostos a acompanhar o desempenho das poesias e

torcer pelos representantes de seus municípios. No total, dez deles se qualificaram para a fase decisiva, sendo que sete marcaram presença no Macuco Rural Park: Macuco, Cordeiro, Cantagalo, São Sebastião do Alto, Santa Maria Madalena, Duas Barras e Italva.
Subdividido em duas categorias, o 3º Festival Intermunicipal de Poesia nas Escolas, idealizado pelo escritor Carlos Henrique de Castro e pelo professor Alex Sandro Oliveira, foi considerado um sucesso por educadores das escolas finalistas, que durante após o resultado expuseram suas opiniões reconhecendo no evento uma forma de aguçar nos estudantes o gosto pela poesia, fortalecer o diálogo entre cultura e educação e valorizar a participação infanto-juvenil.
Na Primeira Categoria, para alunos do 5º ao 7º Ano, a disputa foi emocionante, dificultando ao máximo a missão do corpo de jurados. Por fim, vitória da poesia intitulada ‘O Poder do Meu Olhar’, com 171 pontos, de autoria do macuquense Khawam Ribeiro, do Colégio Estadual José Carlos Boaretto, que também conquistou o troféu de melhor intérprete. Na segunda colocação, obtendo 158 pontos, ficou o poema ‘Sonhar’, do CIEP 273, em Santa Maria Madalena, de autoria de Jamily Carvalho, e em terceiro a aluna Aymê Rodrigues, da Escola Professora Liberalina Alves Ribeiro, de Duas Barras, com a poesia ‘Pequena Dica para ser Feliz’, que recebeu 138 pontos.
O grande vencedor da Segunda Categoria, incluindo alunos do 8º Ano à 3ª Série do Ensino Fundamental, foi o estudante do Colégio Estadual Barão de Madalena, Diego de Sá, representando o município de Santa Maria Madalena, com a poesia ‘Lugar de Riqueza’, com 166 pontos. Diego também foi eleito o melhor intérprete de sua categoria. O segundo lugar foi conquistado pelo poema ‘A Raça Negra’, de Andrey Lopes, da Escola Municipal Thiers Pereira Daflon, em São Sebastião do Alto, que obteve 150 pontos. Na terceira posição, com um total de 147 pontos, ficou o trabalho ‘Paz na Escola’, de autoria de João Gabriel Diniz, da Escola Municipal Ex-Combatente Amâncio Pinto, em Duas Barras.
O júri foi composto pelas seguintes personalidades: Jaqueline Rezende, secretária de Cursos de Pós-Graduação da Fundação Educacional de Além Paraíba; Carlos Henrique de Castro, escritor e poeta; Eliane Bianchini, secretária da Emater/RJ; Rodrigo Cuco, agente cultural; e Ronaldo dos Teclados, músico e compositor.
Em virtude de viagem ao Rio de Janeiro, para uma série de compromissos oficiais, o prefeito Félix Lengruber não participou da solenidade de entrega da premiação, mas deixou uma mensagem de felicitação aos concorrentes, repassada pela diretora de Cultura Vera Lúcia Tiberto. Também prestigiaram o evento professores, diretores e pais de alunos das escolas das cidades envolvidas, os secretários de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e Administração de Macuco, Luiz Claudio Gomes de Souza e Wildimar Faria, respectivamente, além do secretário de Governo de Duas Barras, Francisco José de Vasconcellos, e da secretária de Cultura de Cantagalo, Cristiane Robadey.
Um momento marcante do evento foi quando da premiação do vencedor da Segunda Categoria, Diego de Sá, que ficou surpreso ao receber a notícia da representante da Fundação Educacional de Além Paraíba de que teria seus estudos até a formatura gratuitos na mencionada instituição educacional. “Nem sei o que dizer, pois a emoção está falando mais alto”, disse o jovem estudante.