Voltar

Notícias

Governo estadual e federal reafirmam pacto pela alfabetização infantil


2 de março de 2016 248 visitas

olíticas do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC) contribuem para a melhora da qualidade do ensino fundamental no estado

O governador Luiz Fernando Pezão recebeu no Palácio Guanabara, nesta terça-feira (1/3), o ministro da Educação, Aloízio Mercadante, para apresentar os ajustes com vistas à implementação da terceira fase do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). No encontro, o governo do estado do Rio de Janeiro assumiu o compromisso com o governo federal e os municípios de assegurar que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos, ao final do 3º ano do ensino fundamental.

O programa do Ministério da educação prevê que, ao aderir ao pacto, os governos estaduais se comprometem a alfabetizar todas as crianças em língua portuguesa e em matemática; realizar avaliações anuais com os concluintes do 3º ano do ensino fundamental; e apoiar os municípios para a efetiva implementação do programa.

Para o governador Pezão, a parceria entre o governo e os municípios traz benefícios, já que auxilia na boa preparação do aluno.

– Venho tentando há muito tempo essa parceria com todos os municípios. Dos 92 municípios do estado do Rio de janeiro, 77 já aderiram ao programa. Isso tudo ajuda muito o Estado. Quanto mais nos prepararmos, dermos apoio aos municípios, melhor esse aluno vai chegar ao ensino médio nas escolas estaduais – disse o governador.

Sobre o PNAIC

O PNAIC é uma política governamental que busca a modernização da alfabetização através da colaboração dos próprios professores, considerando todo o processo de exclusão que ainda marca o acesso, a permanência e o sucesso escolar.

O programa estabelece ainda que, aos oito anos de idade, as crianças precisam ter a compreensão do funcionamento do sistema de escrita; o domínio das correspondências grafo fônicas; a fluência de leitura e o domínio de estratégias de compreensão e de produção de textos escritos.

– Vamos complementar ainda a verba do município para três horas a mais de jornadas diárias nas escolas com a contratação de monitores, materiais, para melhorar a aprendizagem, especialmente do português e da matemática – explicou o ministro da Educação, Aloízio Mercadante

O Governo do Rio e o PNAIC

O Governo do Estado do Rio de Janeiro contribui para o programa através da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), oferecendo coordenadores locais e orientadores de estudo formados pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Após a formação dos coordenadores, a Seeduc elabora um cronograma para a formação das alfabetizadoras. Cada professor que apresenta 85% de presença efetiva na sala de aula recebe uma bolsa do governo federal.

O secretário de Estado de Educação Antonio Neto destacou que a alfabetização é o ponto mais importante da educação e ressaltou a importância desse período para a evolução do estudante ao longo dos anos seguintes.

– É necessário um forte trabalho no período de alfabetização para que possamos ter um ensino fundamental de qualidade. Uma boa alfabetização cria as bases para a criança seguir na educação básica – explicou.

Fotos: Marcelo Horn