Voltar

Notícias

Governo do RJ promete pagar atrasados a fornecedores até dia 30


26 de novembro de 2015 283 visitas

Fazenda informou que fará pagamento de R$ 166 milhões.
Prefeituras do Rio e Niterói vão assumir bibliotecas parque em crise.

O Governo do estado confirmou nesta quarta-feira (25) que no final do mês irá colocar em dia o pagamento dos fornecedores do estado. Até segunda-feira (30), a secretaria de Fazenda deverá pagar R$ 166 milhões aos fornecedores, entre eles os da Educação e Saúde. O valor deveria ter sido pago no dia 17 e a outra parcela já venceria no final deste mês, conforme mostrou o RJTV.

“A ideia é que a gente paga os fornecedores que nós não pagamos na última bateria até o dia 30. Então, a expectativa é que a gente volta a uma certa normalidade até o dia 30. Mas ainda o desafio é muito grande pra vencermos ate o final do ano”, explicou o secretário de Fazenda, Júlio Bueno.

Já o salário do mês de dezembro e o décimo terceiro dos servidores ainda não estão garantidos, mas o governo está diz que está confiante. “A gente está otimista. A folha de pagamento de dezembro, do segundo dia útil de dezembro, que corresponde ao mês de novembro é muito boa a possibilidade de pagar e o 13º nós estamos lutando. Lutando. disse Bueno.
O atraso nos pagamentos levou funcionários do hospital a pararem o trânsito numa das pistas em frente ao Palácio Guanabara, na manhã desta quarta. Por causa do protesto, o trânsito na Ponte Rio-Niterói também ficou engarrafado.
Prefeituras assumem bibliotecas
E o problema das bibliotecas públicas foi solucionado com apoio da prefeitura do Rio e de Niterói. A prefeitura do Rio vai manter três bibliotecas (Rocinha, Manguinhos e Centro). O projeto terá um aporte financeiro de R$ 1,5 milhão para custeio e manutenção.

O prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, disse que repassará os recursos complementares para manter o funcionamento da Biblioteca Pública da cidade.
Rio Previdência
Para a Rio Previdência, que tem um déficit de R$ 2 bilhões, a Fazenda diz que já está praticamente confirmada a antecipação do pagamentos de royalties do petróleo.

“Tá tudo apalavrado que nós conseguiremos os recursos do Rio Previdência. Seriam da ordem de dois bilhões. Entre um bi e meio e dois bilhões. Isso resolve. Resolve o Rio Previdência até o final do ano. O que nos dá uma certa tranquilidade”, explicou.