Voltar

Notícias

Governador entrega ponte entre Quatis e Porto Real


12 de novembro de 2015 287 visitas

O governador Luiz Fernando Pezão inaugurou, nesta quarta-feira (11/11), a ponte Francisco Fonseca sobre o Rio Paraíba do Sul, que interliga os municípios de Quatis e Porto Real, na Região do Médio Paraíba e facilitará o acesso à Rodovia Presidente Dutra. Ao todo, o Governo do Estado investiu, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ), R$ 18,5 milhões na obra.

– Estamos vendo o crescimento da região. Essa ponte era necessária para melhorar o acesso aos municípios do Médio Paraíba. Estou muito feliz por entregar a ponte e quero ajudar a cidade a ter o seu distrito industrial. Podemos mostrar e oferecer áreas de Quatis às empresas que estão vindo ao estado para procurar locais para se instalar e gerar emprego e renda – afirmou o governador.

Cerca de 30 empregos diretos foram gerados na região durante a execução das obras. Na etapa final, os técnicos do DER aterraram 400 metros de extensão na margem esquerda da ponte, ainda em Quatis, e pavimentaram a Rua José dos Santos, que fará a ligação da passagem com o centro de Porto Real. Para o diretor de Obras e Conservação do Interior do DER-RJ, José Beraldo Soares, os usuários irão desfrutar de mais segurança e conforto ao utilizarem a ponte.

– Essa obra foi feita em duas etapas: a construção da ponte com 220 metros e os acessos, com 1,3 quilômetro no total. A passagem será uma opção de ligação entre Quatis e Porto Real e vai proporcionar o desenvolvimento dessa região, que pode ser uma região industrial – disse Soares.

Moradores elogiam

Há 16 anos morando em Quatis, o casal José Custódio da Cunha e Maria do Carmo da Cunha, ambos de 71 anos, acredita que a estrada vai reduzir o tráfego no centro da cidade.

– Essa estrada vai facilitar o acesso entre Quatis e Porto Real e diminuir o trânsito de caminhões no centro do município, além de ter acesso fácil à Rodovia Presidente Dutra – contou José.

Já o aposentado Obedes Rubert, morador de Porto Real, acha que a ponte Francisco Fonseca ajudará no escoamento da produção da cidade.

– Antigamente, não tinha nada aqui nessa área, era tudo mato, com pequenas criações de gado leiteiro e só se passava com cavalo ou carro de boi. Agora, será mais fácil transportar carga e acessar as cidades de Minas Gerais – disse o aposentado.

Fotos: Shana Reis