Voltar

Notícias

ESTUDANTES CONQUISTAM VAGAS EM UNIVERSIDADES PÚBLICAS


11 de abril de 2017 68 visitas

Grades curriculares com cursos técnicos prepararam alunos para a nova etapa

Concluir o Ensino Médio e conseguir seu espaço na universidade é o sonho de vários jovens que estudam na rede estadual de ensino. Para o Ensino Superior, as opções são muitas e a jornada do vestibulando exige estudo, persistência e apoio de professores, amigos e familiares. Não são poucos os alunos de escolas da Secretaria de Educação que vão iniciar esse ano uma nova etapa da vida estudantil.

É o caso de Ruana Cristina de Sousa Mesquita, de 18 anos, que, hoje, é uma das jovens calouras de Administração na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), localizada em Seropédica. Ela concluiu o Ensino Médio no Centro Interescolar Estadual Miécimo da Silva, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, que oferece cursos técnicos em Administração, Edificações e Informática de forma integrada.

– Sabia o básico sobre Administração e que envolvia muita Matemática Financeira. Durante o curso, me interessei mais e me identifiquei com as matérias da grade. Isso ajudou e fortaleceu a minha escolha – disse a jovem.

Já para a aluna Eduarda Gouveia dos Santos, de 18 anos, ingressar em Direito, na UFRRJ, sempre foi sua meta. Cursar o Ensino Médio Integrado ao Técnico, também no Miécimo, teve como objetivo conhecer algumas disciplinas da grade relacionadas à área Jurídica.

– Achei que o curso poderia ajudar em algumas matérias. Direito Administrativo foi uma delas. Os professores também faziam exposições sobre outras especialidades do ramo, além de palestras, projetos e seminários, que reforçaram a minha opção pela profissão – destacou a aluna.

Preparação

Dividindo seu tempo entre a preparação para o Enem e os cuidados com a filha, Shirley Oliveira da Silva, de 18 anos, também fala sobre a escolha do curso de Ciências Contábeis, cuja vaga acaba de conquistar na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

– Quando entrei para o curso de Administração, pensava em fazer Engenharia Civil. Na 2ª série, tinha Contábeis na grade curricular. Foi aí que descobri o que queria fazer na minha vida – contou Shirley, selecionada pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

Escola de Campo Grande no ranking

No Colégio Professora Jeannette de Souza Coelho Mannarino, em Campo Grande, muitos alunos também obtiveram êxito. A estudante Caroline Santana Souza, de 18 anos, por exemplo, passou para Licenciatura em Química na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por meio da Cederj.

– Minha irmã, que estudou no Colégio Estadual Albert Sabin, em Santa Cruz, e é técnica em Química, me influenciou bastante. Estou gostando muito. No início, não acreditava que conseguiria a vaga, mas estudei bastante e consegui. É preciso “dar o gás” – afirmou a jovem.

Letras, Economia, História, Psicologia, Fisioterapia e Jornalismo foram alguns dos cursos nos quais os alunos de escolas da rede estadual de ensino de Campo Grande garantiram vagas.