Voltar

Notícias

Estado apresenta estação subterrânea do Metrô na Carioca


19 de novembro de 2015 237 visitas

Obras de expansão da Linha 2 no trecho Estácio-Carioca-Praça XV estão previstas para começar no início de 2017

O secretário de Estado de Transportes, Carlos Roberto Osorio, apresentou nesta quarta-feira, (18/11), a estação subterrânea Carioca – 2, no Centro da Cidade, que fará parte da expansão da Linha 2 do metrô. A estação foi construída no início da década de 80, embaixo da plataforma atual da estação Carioca do metrô, 40 metros abaixo do nível da rua, e já fazia parte dos planos de implantação da Linha 2. A configuração da estação é similar à atual, com três plataformas para embarque e desembarque de passageiros. Com a expansão da Linha 2, a Carioca será uma importante integração das linhas 1, 2 e 4 do metrô.

A expansão da Linha 2 do metrô terá 3,7 quilômetros e cinco estações (Estácio, Catumbi, Praça da Cruz Vermelha, Carioca e Praça XV). O projeto operacional inclui redução de intervalos e utilização de composições com oito carros, garantindo maior oferta, mais conforto e comodidade aos usuários. O projeto de engenharia já está sendo elaborado pela concessionária MetrôRio e a previsão é de que fique pronto em agosto de 2016.

– O projeto de engenharia nos dará a dimensão do custo final da obra, o traçado, o método construtivo e o cronograma de execução. O objetivo do governador Luiz Fernando Pezão é dar início à expansão da Linha 2 já no início de 2017. Este é o projeto de melhor custo-benefício de infraestrutura de mobilidade no Brasil. São 3,7 km para agregar mais 400 mil passageiros por dia no sistema. Então, nós entendemos que a participação da iniciativa privada no financiamento da obra será significativa. Isso reduz a necessidade de recursos públicos principalmente num momento de dificuldade orçamentária que vive o Rio de Janeiro e o Brasil – disse o secretário Osorio.

Segundo o secretário, a expansão da Linha 2 é fundamental para dar mais conforto aos usuários do sistema metroviário, já que a Linha 2 alcançou o limite da capacidade de atendimento aos passageiros. Hoje, a Linha 2 se entrelaça com a Linha 1 na altura da Central, o que impede a redução de intervalos nas duas linhas. Com a expansão, a Linha 2 chegará direto ao Centro da cidade e ainda será possível reduzir pela metade os intervalos entre os trens. Durante as obras, não haverá interrupção da circulação de trens e passageiros nas plataformas que já estão operando na Carioca.

A Secretaria de Transportes também confirmou que está em andamento a elaboração do Plano Diretor Metroviário (PDM), que vai planejar o crescimento do sistema até 2045. A população será ouvida no processo e o plano será apresentado em março de 2016. Já foram realizadas reuniões com moradores e comerciantes nos bairros Méier, Jacarepaguá e no Centro. A próxima agenda será realizada na Tijuca, na próxima semana. Neste momento, a prioridade do Governo do Estado é a conclusão das obras da Linha 4, a expansão da Linha 2 e a implantação da Linha 3, atendendo os municípios de Niterói e São Gonçalo.

Créditos das fotos: Henrique Freire