Voltar

Notícias

Educação cordeirense encaminha aprovados do Processo Seletivo


10 de maio de 2017 683 visitas

Secretário Luiz Antonio enfatizou o comprometimento profissional

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA/PREFEITURA DE CORDEIRO

Depois de um longo, minucioso e exaustivo trabalho de seleção realizado através do Processo Seletivo Simplificado 001/2017, a Secretaria de Educação de Cordeiro recebeu, na semana passada, em sua sede, os profissionais que foram aprovados para poder encaminhá-los às respectivas Unidades Educacionais onde prestarão serviços.

Apesar de estar visivelmente cansado, em virtude de todo desgaste causado pelos inúmeros dias de dedicação à análise de currículos e demais pré-requisitos dos 1.340 candidatos participantes, o secretário de Educação, Luiz Antonio Cavalheiro, fez questão de relatar sua satisfação e alegria em receber os profissionais e felicitá-los pelo fato de poderem, a partir de então, fazer parte de sua equipe de trabalho.

Luiz Antonio destacou a lisura do trabalho, confirmando que os trâmites respeitaram rigorosamente os preceitos da legalidade, legitimidade e transparência, características da administração de Luciano Batatinha e Maria Helena. “Conduzimos um processo democrático, coerente, absolutamente independente e sem qualquer interferência externa. Hoje, vocês representam o que há de melhor para nossas escolas. Por isso, contamos com vocês na certeza de que farão um excelente trabalho pelo bem estar de alunos e da educação cordeirense”, disse em tom de emoção o secretário.

Ao lado da diretora Pedagógica, Auxiliadora Carrielo, e da supervisora Escolar, Renata Feijó, após dar boas-vindas aos novos integrantes e assinar os memorandos de condução, o secretário solicitou a professores de Educação Infantil e Ensino Fundamental, Ciências Naturais e Artes, assistentes de Educação, auxiliares de Serviços Gerais, cozinheiras, motoristas, e mediadores para alunos portadores de Necessidades Especiais que assimilassem plenamente a responsabilidade de manter em dia os compromissos e deveres que integram o documento contratual.

“Lembrem-se que pontualidade e frequência são fundamentais. Uma simples falta sem motivo aparente ou justificativa plausível pode representar um dia a menos de aprendizado. Abracem as escolas para aonde vocês estão indo e saibam que estaremos com vocês. Apoiaremos sempre, mas cobraremos resultados também, pois haverá avaliações individuais realizadas bimestral ou trimestralmente”, declarou Luiz Antonio, acrescentando que a escola deve ser a extensão da casa de cada profissional.