Voltar

Notícias

Dois macacos são encontrados mortos em São Sebastião do Alto


11 de março de 2017 203 visitas

Suspeita é de febre amarela; primatas foram levados para análise no Rio.
Animais estavam na localidade de São Manoel, zona rural da cidade.

 Juliana ScariniDo G1 Região Serrana

Dois macacos foram encontrados mortos na noite desta quarta-feira (8) na localidade de São Manoel, zona rural de São Sebastião do Alto, na Região Serrana do Rio. Segundo informações da prefeitura, a região onde os primatas estavam fica a cerca de um quilômetro do centro do município. A suspeita é que os animais tenham sido infectados pela febre amarela. Na manhã desta quinta-feira (9), os animais foram levados para análise no Instituto Jorge Vaistman, no Rio de Janeiro.

“Os macacos foram encontrados por volta das 17h de ontem (quarta). Uma equipe da Vigilância Ambiental fez a remoção. Os macacos foram congelados, colocados em caixa de isopor com gelo, transportados em ar condicionado. Ontem mesmo já fizemos a notificação ao Estado e vamos aguardar o resultado”, disse Fernanda de Almeida, coordenadora de imunização do município.

São Sebastião do Alto entrou para a lista de vigilância do Governo Estadual e iniciou a vacinação contra a febre amarela na última segunda-feira (6). De acordo com a prefeitura, o bloqueio está sendo feio nos três distritos: São Sebastião do Alto, Valão do Barro e Ipituna. Um calendário de vacinação foi montado por ruas do município. A cada dia, moradores de determinado endereço devem se dirigir a um posto de saúde.

“Ao todo, recebemos 7.500 doses. Só na segunda-feira, imunizamos cerca de 700 pessoas, mas a média é de 100 por dia. Na zona rural, a imunização está sendo feita in loco, na casa dos moradores”, disse Fernanda.

Animais forma colocados em isopor com gelo e levados para análise no Rio de Janeiro (Foto: Divulgação / Tavinho Tavares)
Animais foram colocados em isopor com gelo e levados para análise no Rio de Janeiro (Foto: Divulgação / Tavinho Tavares)

Outro caso no interior do Rio
No fim do mês passado, um macaco foi encontrado morto na localidade de Conceição do Imbé, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. Segundo o Grupamento Ambiental da Guarda, moradores encontraram o animal e colocaram em um isopor com gelo até a chegada dos agentes.

O primata foi levado para a Uenf e foi encaminhado para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), referência no recebimento de primatas mortos, que são encaminhados ao Rio de Janeiro para exame. Ainda não há confirmação de que a morte do animal tenha sido causada por febre amarela.