Voltar

Notícias

CRAS-Cordeiro já está funcionando em seu novo endereço


17 de março de 2017 338 visitas

Luciano Batatinha e Maria Helena visitam e aprovam nova sede

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA/PREFEITURA DE CORDEIRO

Sensibilidade e habilidade profissional são fundamentais para obter sucesso em algumas áreas de atuação. Lançando mão desses dois artifícios, a atual secretária de Assistência Social e Direitos Humanos de Cordeiro, Letícia Reis, concluiu que a localização do CRAS-Cordeiro (Centro de Referência da Assistência Social), anteriormente instalado no centro da cidade, não era a mais adequada pela distância dos locais onde há maior concentração de famílias propensas à vulnerabilidade social.

Para solucionar o problema, a Assistência Social estudou tecnicamente a situação, levantando os percentuais de atendimento às famílias em cada bairro da cidade. Com a finalização do estudo, os profissionais do setor optaram então pela transferência da sede do CRAS, que agora está localizado onde teoricamente ficará mais próximo das famílias que utilizam os serviços da entidade com maior periodicidade.

Na última terça-feira, 15, o CRAS passou a atender em seu novo endereço, na Rua Eugênio Tavares, número 51, no bairro Jardim de Alah, ocasião em que recebeu a visita do prefeito Luciano Batatinha e de sua vice-prefeita Maria Helena, que fizeram uma espécie de ‘inspeção’ na unidade e aprovaram as instalações, além de conversar com os usuários, que por sua vez foram recepcionados com um farto café da manhã. A tendência é que no local seja absorvida toda a demanda de bairros como Lavrinhas, Ferreirinha, Centro, Campanati, BNH, São Luiz, São Manoel e Constantino.

Em conversa com o prefeito, Letícia Reis ressaltou que a localização do CRAS é determinante para viabilizar, de forma descentralizada, o acesso da população a todos os direitos socioassistenciais. “O CRAS deve ser instalado prioritariamente em locais com maior concentração de famílias em situação de vulnerabilidade, aquelas com renda per capita mensal de até meio salário mínimo e com presença significativa de indivíduos beneficiários dos programas de transferências de renda, como o BPC (Benefício de Prestação Continuada) e Bolsa Família, entre outros”, esclareceu a secretária.

O CRAS é uma unidade pública estatal descentralizada da política de assistência social, responsável pela organização e oferta dos serviços socioassistenciais da Proteção Social Básica do Sistema Único de Assistência Social (SUAS) nas áreas de vulnerabilidade e risco social. Além disso, representa a principal estrutura física local para a proteção social básica, desempenhando papel central no território onde se localiza e possuindo função exclusiva da oferta pública do trabalho social com famílias por meio do serviço de Proteção e Atendimento Integral a Famílias (PAIF) e gestão territorial da rede socioassistencial de proteção social básica.