Voltar

Notícias

Conta de luz fica mais barata em abril com fim de adicional na tarifa


30 de março de 2016 194 visitas

Bandeira verde, sem acréscimo, foi aprovada ontem pela Aneel e deve gerar economia de até 6,5%

ANGÉLICA MARTINS
Rio – A conta de luz vai pesar menos no bolso do consumidor a partir de sexta-feira, quando a bandeira tarifária passará de amarela para verde, que não tem acréscimo de valor. A bandeira que vai vigorar no próximo mês foi decidida ontem em reunião da diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Será a primeira vez, desde a implantação do sistema, que não haverá cobrança adicional nas tarifas de energia, que pode chegar a uma redução de 6,5%.

‘Tenho seis filhos, moro de aluguel e já reduzi todos os excessos. Espero que a conta venha mais barata’, diz Ana Paula Tavares da Silveira, 37 anos
Foto: Acervo Pessoal
No mês de março vigorou a bandeira amarela, que adiciona R$ 1,50 a cada 100 quilowatt-hora de consumo na conta de luz. Desde janeiro de 2015, quando o sistema entrou em vigor, a bandeira era vermelha.

A cor da bandeira indica se a energia custa mais ou menos, em função das condições de geração de eletricidade. De acordo com a Aneel, é é importante ter essa sinalização na conta para que os clientes tenham um consumo consciente.

Moradora de Icaraí, Zona Sul de Niterói, a representante comercial Dayse Mara Rezende Ferreira, de 58 anos, com família de cinco pessoas, viu sua conta de luz saltar de cerca de R$ 400, em setembro do ano passado, para R$ 800, em janeiro deste ano, por causa do consumo elevado e do custo mais alto da energia. Agora, nos próximos meses, espera reduzir à metade esse valor. “Além da sobretaxa, de cerca de R$ 13,50, espero diminuir bem mais, usando menos o ar-condicionado, com o fim do verão. Quero refresco no bolso”.

Já a moradora da comunidade Babilônia, Ana Paula Tavares, 37 anos, sempre pagou entre R$ 17 e R$ 20 na conta de luz. Nos últimos meses, entretanto, pulou para cerca de R$ 125. Ela conta que não tem condições financeiras de arcar com os valores. “Tenho seis filhos, moro de aluguel e já reduzi os excessos. Não sei mais o que fazer”, disse.

Economizar no chuveiro elétrico com banhos mais curtos, de até cinco minutos.

Selecionar a temperatura morna no verão no chuveiro.

Quando estiver com o ar-condicionado ligado, não deixar portas e janelas abertas.

Só deixar a porta da geladeira aberta o tempo que for necessário.

Regular a temperatura interna de acordo com o manual de instruções.

Não colocar alimentos quentes dentro da geladeira.

Deixar espaço para ventilação na parte de trás da geladeira e não utilizá-la para secar panos.

Não forrar as prateleiras da geladeira.

Descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente.
Utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas.

Juntar roupas para passar de uma só vez.

Separar as roupas por tipo e começar por aquelas que exigem menor temperatura.

Retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências.

Verificar a potência do seu chuveiro para calcular o consumo.

Nunca deixe o ferro ligado enquanto faz outra coisa.

Manter os filtros do ar-condicionado limpos.

Diminuir ao máximo o tempo de utilização do aparelho de ar-condicionado.

Colocar cortinas nas janelas que recebem sol diretamente.

Desligar a luz quando sair dos cômodos.