Voltar

Notícias

Conheça quem são os ministros do PMDB


29 de março de 2016 142 visitas

O PMDB vai decidir nesta terça-feira (29) se rompe com o governo da presidenta Dilma Rousseff. A decisão será tomada em reunião do Diretório Nacional, marcada para começar às 15h, em um plenário da Câmara. Várias negociações vêm sendo feitas entre os defensores da permanência do partido no governo e os contrários à manutenção do apoio da legenda.

Os sinais indicam um rompimento da legenda que tem o vice-presidente da República, Michel Temer. Até o pedido de demissão, ontem (28) à noite, do ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, o partido comandava sete pastas na Esplanada, além de diversos cargos no governo federal.

Conheça quem são os ministros do PMDB:

Celso Pansera – Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação

Substituiu Aldo Rebelo na pasta. Em sua trajetória política já passou pelo PT, PSTU e PSB. Pelo PMDB, desde 2013, Pansera se elegeu pela primeira vez deputado federal.

É graduado em Literatura pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e pós-graduado em Supervisão Escolar. Em 1992, fundou a Frente Revolucionária, embrião do futuro PSTU. Em 2001, filiou-se ao PSB e passou a fazer parte da Executiva Municipal do partido em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Em 2007, assumiu uma diretoria na Fundação de Apoio à Escola Técnica (Faetec) e, no início de 2009, tornou-se presidente da Faetec, onde ficou até 2014.

O atual ministro e deputado federal pelo Rio de Janeiro já foi secretário de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro e presidiu a Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio (2007-2014).

Eduardo Braga – Ministro de Minas e Energia

O senador Eduardo Braga (PMDB) nasceu em Belém (PA), em 1960. Empresário do setor de revenda de automóveis, é formado em engenharia elétrica pela Universidade Federal do Amazonas. Iniciou a carreira política aos 21 anos, como vereador de Manaus. Em 1986, elegeu-se deputado estadual e, em 1990, foi eleito deputado federal. Em 1992, Braga foi eleito vice-prefeito de Manaus, assumindo a prefeitura em 1994. Em 2002, foi eleito, em primeiro turno, governador do Amazonas, cargo para o qual foi reeleito em 2006.

Em 2010, foi eleito senador pelo Amazonas. Desde março de 2012, Braga é líder do governo da presidenta Dilma Rousseff no Senado. Em outubro de 2014, disputou as eleições para o governo do estado, mas perdeu, no segundo turno, para José Melo .

Eduardo Braga é autor da Lei de Mudanças Climáticas e Conservação Ambiental, além de ter criado o Programa Bolsa Floresta e a Fundação Amazonas Sustentável. Atualmente, coordena o PMDB Sócio Ambiental.

Mauro Lopes – Secretaria de Aviação Civil

Substitui Eliseu Padilha no cargo. Foi ameaçado de ser expulso do PMDB por contrariar a decisão do partido para que nenhum filiado assumisse cargos na administração federal até que o diretório nacional decida se o PMDB deixará o governo e entregará todos os cargos que detém. Tomou posseem 17 de março deste ano.

Deputado federal por Minas Gerais, Lopes é empresário e Bacharel em Direito. Está em seu sexto mandato parlamentar, cinco dedes pelo PMDB. Em 1999, exerceu o cargo de Secretário de Segurança Pública do Estado de Minas Gerais.

Kátia Abreu – Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Nascida em Goiânia (GO), é empresária, graduada em Psicologia pela Universidade Católica de Goiás. Iniciou atividade como produtora agrícola aos 25 anos, passando a ser líder dos produtores no Sindicato Rural de Gurupi até se tornar a primeira presidente mulher da Confederação Nacional de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Integrou as Comissões de Assuntos Econômicos, Constituição, Justiça e Cidadania, de Agricultura e Reforma Agrária e Assuntos Sociais. Em 2014, foi reeleita senadora pelo estado do Tocantins.

Helder Barbalho – Secretaria de Portos

Helder Barbalho
Creative Commons – CC BY 3.0 – Helder Barbalho

É filho do senador Jader Barbalho (PMDB-PA), um dos caciques do partido, e da deputada federal Elcione Therezinha Zahluth. Já foi vereador, deputado estadual e prefeito de Ananindeua (PA). Desde janeiro de 2015, ocupa o cargo de ministro da Secretaria de Pesca e Aquicultura.

Com a reforma ministerial, o peemedebista foi mantido no primeiro escalão do governo, mas trocou a extinta Secretaria da Pesca pela pasta dos Portos. Natural de Belém, Helder tentou eleger-se governador do Pará pela primeira vez em 2014, mas perdeu para Simão Jatene (PSDB).

Formado em Administração, começou a carreira política há 15 anos, quando foi eleito o vereador mais votado de Ananindeua, com 4,2 mil votos. Em 2002, elegeu-se deputado estadual. Aos 25 anos, tornou-se o prefeito mais jovem da história do Pará. Em 2008, foi reeleito prefeito de Ananindeua. Helder é casado com a advogada Daniela Lima Barbalho e tem três filhos. É o presidente em exercício do PMDB no Pará.

Marcelo Castro – Ministro da Saúde

É formado em medicina pela Universidade Federal do Piauí e doutor em psiquiatria. Filiado ao PMDB, construiu carreira política no Piauí e está no quinto mandato de deputado federal. É o atual presidente da executiva estadual do PMDB.

Foi eleito deputado estadual em 1982, 1986 e 1990. Ocupou a presidência do Instituto de Assistência e Previdência do Estado do Piauí e foi secretário de Agricultura do estado. Em 2015, foi relator da Comissão Especial para a Reforma Política, na Câmara dos Deputados, que ouviu parlamentares e especialistas para elaborar um relatório com a proposta de reforma política.

Henrique Alves – Ministro do Turismo

Henrique Eduardo Alves foi o primeiro a desembarcar do governo Dilma Rousseff. Nesta segunda-feira (28) o peemedebista comunicou o seu desligamento da pasta do Turismo. Ligado a Michel Temmer, Alves assumiu o ministério no lugar de Vinícius Lages em abril de 2015. O ex-parlamentar está sem mandato nesta legislatura, depois de ter ocupado uma vaga na Câmara dos Deputados por 44 anos.

Alves foi presidente da Câmara até 2014, quando deixou de concorrer à reeleição como deputado para tentar o governo do Rio Grande do Norte. Foi derrotado por Robinson Mesquita Faria (PSD). Na Câmara, Henrique Alves também foi líder da bancada do PMDB, partido do qual é membro histórico e uma das lideranças mais conhecidas. Seu nome já era cotado para assumir o cargo desde o início do segundo mandato da presidenta Dilma Rousseff.