Voltar

Notícias

Conferência estadual de assistência e extensão rural terá Fiperj como representante do setor da pesca e aquicultura


1 de março de 2016 244 visitas

Delegados das regiões Serrana, Médio Paraíba e Centro-Sul foram escolhidos nos últimos dias 24 e 25

A Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro (Fiperj) foi novamente um dos órgãos públicos escolhidos para representar regiões do estado na Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural (CEATER), que acontecerá em abril. Nos últimos dias 24 e 25, mais duas etapas intermunicipais aconteceram, desta vez na região Serrana e no Médio Paraíba (que englobou o Centro-Sul fluminense), respectivamente, onde foram definidos os delegados das regiões.

Os eventos, que tem a finalidade de selecionar os representantes da sociedade civil e do poder público e discutir propostas que serão levadas à etapa estadual, contaram com mais de 120 pessoas cada. No encontro estadual, serão elencadas as principais demandas a serem discutidas e escolhidos os delegados que representarão o Rio de Janeiro na 2ª Conferência Nacional de Ater (CNATER).

Serrana – A Conferência Intermunicipal de Assistência Técnica e Extensão Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária da Região Serrana, que aconteceu no último dia 24, no Instituto Bélgica-Nova Friburgo (Ibelga), em Nova Friburgo, selecionou 20 delegados, sendo 13 da sociedade civil e 7 de instituições públicas. A Fiperj representará o setor da pesca e aquicultura por meio do extensionista Thiago Mendes do Escritório da Região Serrana, localizado no município. O evento foi organizado pela Prefeitura Municipal e contou com a participação do prefeito, Rogério Cabral, do secretário municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural, Selmo Santos, de representantes do Movimento Sem Terra (MST) e de produtores na mesa de abertura. Da Fundação participaram ainda a coordenadora de extensão, Maria de Fátima Valentim; o chefe do escritório local, Lícius de Sá Freire e o extensionista André Medeiros.

Médio Paraíba e Centro-Sul – Em um único evento, a Etapa Preparatória Intermunicipal do Médio Paraíba e Centro Sul Fluminense, no dia 25, selecionou, ao todo, 22 delegados (15 da sociedade civil e 7 do poder público) para representarem as duas regiões. Os extensionistas Márcia Rocha, do Escritório Regional (ER) Médio Paraíba (com sede em Piraí), e Henrique Rhamnusia, do ER Centro-Sul Fluminense (sediado em Miguel Pereira), foram os escolhidos para representar o setor da pesca e aquicultura local. Além deles, o diretor de Pesquisa e Produção, Augusto Pereira, representando o presidente Essiomar Gomes, a coordenadora Fátima Valentim e a chefe do escritório de Piraí, Maria Dalva Ribas, participaram da conferência, que aconteceu no Royal Sport Club, em Barra do Piraí. A mesa de abertura teve a presença do secretário de Estado de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca (Sedrap), José Luiz Anchite, do prefeito Maércio de Almeida, de representantes do Ministério de Desenvolvimento Agrário, da Centrais de Abastecimento do Estado do Rio de Janeiro (Ceasa-RJ), do MST, de comunidades quilombolas e dos produtores rurais. O evento foi organizado pela Sedrap (à qual a Fiperj é vinculada) com o apoio da Comissão Organizadora da 2ª CNATER.

Conferência Nacional – A 2ª CNATER está prevista para acontecer entre os dias 31 de maio e 3 de junho de 2016, com o tema “Ater, agroecologia e alimentos saudáveis”. O objetivo é estabelecer estratégias e ações prioritárias para promover a universalização da Ater pública e de qualidade aos agricultores familiares e produtores rurais do Brasil, visando ampliar a produção de alimentos para todos. Realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), a etapa nacional é precedida de conferências territoriais, municipais, intermunicipais e estaduais.