Voltar

Notícias

Carmo e Cantagalo, receberão vacinas contra a febre amarela


25 de janeiro de 2017 102 visitas

Governo estadual iniciou distribuição de doses nesta terça-feira (24). Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis receberão reposição de estoques.

O governo estadual divulgou nesta terça-feira (24) que iniciou a entrega de 350 mil doses de vacinas contra a febre amarela para os municípios em vigilância, que fazem divida com cidades dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Na Região Serrana do Rio, Carmo e Cantagalo devem receber as doses nos próximos dias. Segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde (SES), as doses estão sendo distribuídas de acordo com o calendário de vacinação que será definido pelas prefeituras.
Do total de doses, 250 mil são para ações de bloquio nos 16 municípios na lista de vigilância. As outras 100 mil vacinas serão destinadas para reabastecer os estoques de outras cidades. Nova Friburgo, Teresópolis e Petrópolis estão na lista de reabastecimento, segundo a SES. No entanto, de acordo com o governo estadual, apenas os moradores com viagem marcada para estados ou cidades com registro de surto da doença devem se imunizar. A recomendação é que a vacina seja aplicada com 10 dias de antecedência para aumentar a eficácia

O G1 entrou em contato com a prefeitura do Carmo, que informou que ainda não recebeu as doses e irá comunicar a população assim que o lote for estiver disponível. A Prefeitura de Cantagalo ainda não informou sobre a retirada das doses. A reportagem aguarda também o número de vacinas que a SES irá encaminhar para estes dois municípios.
Sobre a vacinação
A vacinação é uma medida preventiva da SES que visa criar uma região de bloqueio contra o vírus nas divisas com os estados de Minas Gerais e Espírito Santo. De acordo com o secretário de Estado de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Junior, não há recomendação para a vacinação irrestrita da população em geral, pois não há registros da circulação do vírus no território do estado.
“Estamos recomendando a intensificação da imunização da população que vive na divisa dos estados de MG e Espírito Santo. Alguns receberão a orientação para vacinação da população em geral, obedecendo as indicações do Ministério da Saúde, outras terão regiões específicas para a campanha. Esta é uma medida preventiva que estamos adotando, atuando em apoio total às prefeituras”, disse o secretário.
Os 16 municípios que terão a ação de bloqueio estão recebendo notas técnicas com as orientações do Estado, além de estarem sendo convocados para uma reunião nesta quinta-feira (26), em Miracema, para a discussão da estratégia de imunização.
A secretaria estadual recomenda que os municípios realizem a campanha em etapas, dividindo a população pelas faixas etárias (de 9 meses a 9 anos e 11 meses; 10 anos a 19 anos e 11 meses, 20 a 29 anos e 11 meses, 30 a 39 anos e 11 meses, 40 a 59 anos e 11 meses), entre os dias 28 de janeiro e 10 de março. Cada secretaria municipal de saúde deverá definir seu calendário de acordo com sua capacidade operacional e de armazenamento dos imunobiológicos.