Voltar

Notícias

CANTAGALO REALIZA “DIA D” E ALCANÇA 89,17% DE DOSES APLICADAS CONTRA FEBRE AMARELA


21 de março de 2017 376 visitas

A Secretaria de Saúde e a Vigilância em Saúde realizaram no último sábado dia 18, uma importante ação contra as arboviroses,o DIA D, que é uma iniciativa de combate  a Dengue, Zika vírus, Febre Chikungunya e Febre Amarela. Com esta ação o município alcançou 87,7% de doses de vacina contra febre amarela aplicadas.

O último sábado ficou marcado por ações de saúde em todo o município de Cantagalo, no centro as atividades aconteceram na praça do Santuário e tiveram a participação das equipes de Vigilância em Saúde, equipes das Unidades de Saúde Djalma Dantas de Gusmão e Dr. João Nicolau Guzzo e também a presença do Secretário de Saúde Dr. Márcio Barbas. Entre as atividades, estiveram ações de panfletagem com abordagem direta, explicando a população e alertando sobre a ameaça real do mosquito Aedes Aegypti.

Já nos Distritos e demais unidades de saúde do município, houveram ações de conscientização da população e maciça vacinação contra febre amarela. Neste Sábado totalizando a vacinação em todas as unidades, foram aplicadas 1.614 doses. Das 16.675 doses recebidas por Cantagalo, o município aplicou até o momento 14.870, perfazendo assim um total 89,17% de doses aplicadas. Sendo que a faixa etária alvo para esta vacinação vai de 9meses a 59anos de idade.

É importante lembrar que Cantagalo iniciou a sua campanha de vacinação também com um DIA D, na localidade do Distrito de São Sebastião do Paraíba, no dia 28 de Janeiro. A determinação do Estado para esta campanha , se deu na época por Cantagalo ser região limítrofe ao Estado de Minas Gerais.

O que são Arboviroses?

Arboviroses são as doenças causadas pelos chamados arbovírus, que incluem o vírus da dengue, Zika vírus, febre chikungunya e febre amarela. A classificação “arbovírus” engloba todos aqueles transmitidos por artrópodes, ou seja, insetos e aracnídeos (como aranhas e carrapatos).

Existem 545 espécies de arbovírus, sendo que 150 delas causam doenças em seres humanos. Apesar de a classificação arbovirose ser utilizada para classificar diversos tipos de vírus, como o mayaro, meningite e as encefalites virais, hoje a expressão tem sido mais usada para designar as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, como o Zika vírus, febre chikungunya, dengue e febre amarela.