Voltar

Notícias

CANTAGALO INICIA SUAS AÇÕES DE COMBATE E BLOQUEIO CONTRA A FEBRE AMARELA


28 de janeiro de 2017 256 visitas

CANTAGALO DEFINE PLANO DE AÇÃO, POR RECOMENDAÇÃO DO GOVERNO ESTADUAL,  PARA COMBATE A FEBRE AMARELA E DA INÍCIO COM DIA D EM SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍBA. IMPORTANTE LEMBRAR QUE ESTAS SÃO AÇÕES PREVENTIVAS E A PROBABILIDADE DE PROLIFERAÇÃO EM CANTAGALO É BAIXÍSSIMA, PORÉM A SECRETARIA DE SAÚDE DO ESTADO CONSIDERA IMPORTANTE CRIAR UM CINTURÃO DE BLOQUEIO NAS CIDADES LIMÍTROFES COM O ESTADO DE MINAS GERAIS.

SOBRE A REUNIÃO COM A SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE
Em Reunião proposta pela Secretaria de Estado de Saúde nesta ultima quinta-feira(26), estiveram presentes 16 municípios, os quais terão ações de vacinação de bloqueio contra febre amarela, contemplado as regiões Noroeste, Norte, Serrana e Centro Sul. Estas regiões contemplam municípios eleitos como prioritários , por serem limítrofes ao Estado de Minas Gerais.O encontro aconteceu na cidade de Miracema, no Noroeste Fluminense, e serviu para discussão da estratégia de imunização. O objetivo é evitar que o vírus chegue ao estado do Rio. A cidade de Cantagalo esteve representada pelo Secretário Dr. Márcio Barbas e membros de sua equipe de vigilância em saúde.
Ficou alinhando nesta reunião que a campanha nestes municípios está programada para começar na próxima segunda-feira (30) e seguirá até março. A vacinação será dividida em seis etapas. A orientação do governo estadual é dividir a população faixas etárias (de 9 meses a 9 anos e 11 meses; 10 anos a 19 anos e 11 meses, 20 a 29 anos e 11 meses, 30 a 39 anos e 11 meses, 40 a 59 anos e 11 meses). O Estado delegou a execução e organização deste calendário, a todos os municípios os municípios que estão elencados para este processo de vacinação.
SOBRE O RECEBIMENTO DE VACINAS ADVINDAS DO ESTADO
Nesta terça-feira, 24/1, a Secretaria de Estado de Saúde deu início à entrega de doses de vacina de febre amarela às prefeituras de todo o estado: no total, serão disponibilizadas 350 mil doses, sendo 250 mil a serem usadas em ação de bloqueio e o restante, no reabastecimento dos estoques das prefeituras. A cidade de Cantagalo começou a receber estas doses na ultima quinta-feira, e a previsão com o inicio da aplicação , o estado se comprometeu a repor o estoque.
SOBRE AS AÇÕES DA SECRETARIA DE SAÚDE DE CANTAGALO
Visando o bom andamento do trabalho e o bem da população , na manhã desta sexta-feira em reunião, a equipe da Secretaria de Saúde de Cantagalo, traçou suas estratégias para este combate, proposto pelo Estado , contra a febre amarela. Abaixo seguem as estratégias municipais para esta ação, que envolverá toda a cidade, tendo inicio pelo 4° distrito de Cantagalo, São Sebastião do Paraíba, que é considerada a área de maior interessa para início dos trabalhos uma vez que é divisa com o estado de Minas Gerais.
INICIO DOS TRABALHOS COM DIA D EM SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍBA
Neste Sábado dia 28 de Janeiro, a Secretaria de Saúde seguindo uma determinação do Estado do Rio, irá iniciar os trabalhos com a promoção de um dia especial dedicado ao 4° distrito , que totaliza uma média de população a ser vacinada de 960 pessoas e se encontram numa região divisa ao estado de Minas. A vacinação neste distrito , com o DIA D de Combate a Febre Amarela, receberá um importante reforço de equipes da Secretaria de Saúde de Cantagalo. As ações de vacinação neste DIA D , se darão nas unidades de saúde do Distrito(Zona Urbana) e já as zonas rurais do distrito, que são mais afastadas do perímetro urbano, receberão equipes de vacinação volante. Este efetivo emergencial visa já iniciar o trabalho garantindo que as ações de bloqueio, solicitadas como medida preventiva pelo Estado, sejam cumpridas da melhor maneira possível. Vale lembrar que esta vacinação do DIA D no Paraíba, será exclusivamente para moradores da localidade e ainda também frisamos que as pessoas que porventura residem no distrito e não forem vacinadas neste primeiro momento poderão a partir de segunda-feira(30) , se dirigir a unidade de saúde local para solicitar a vacinação.
AÇÕES DE VACINAÇÃO PARA TODA A CIDADE DE CANTAGALO
A Zona Urbana do Município de Cantagalo irá receber a partir de segunda-feira a campanha de vacinação contra febre amarela, vale frisar que este processo se dará mediante a um calendário(que esta abaixo) e por faixas etárias , a fim de organizar a campanha e manter a boa ordem do andamento do processo de vacinação para a população cantagalense. Os locais para esta campanha serão as unidades de saúde do município como um todo. Vale frisar que as equipes responsáveis pela campanha irão seguir a risca as determinações de calendário e de faixa etária e pede-se que toda a população colabore com essa organização. A recomendação da Subsecretaria de Vigilância em Saúde do Estado é para que a vacinação seja realizada em até seis etapas, dividindo a população por faixas etárias: (de 9 meses a 9 anos e 11 meses; 10 anos a 19 anos e 11 meses, 20 a 29 anos e 11 meses, 30 a 39 anos e 11 meses, 40 a 59 anos e 11 meses), entre os dias 28 de janeiro e 10 de março. Demais Munícipies que não conseguirem dentro de seu período de vacinação e faixa etária, estarem presentes , terão a semana final do dia 04/03 ao dia 10/03 para receber a vacina, mas o recomendado é que se siga o calendário.
CALENDÁRIO POR FAIXA ETÁRIA

ATENÇÃO ESPECIAL ÀS CRIANÇAS

Crianças menores de dois anos de idade que não tenham sido vacinadas contra febre amarela não devem receber as vacinas tríplice viral ou tetra viral junto com a vacina contra FA. O intervalo entre as vacinas deve ser de 30 dias. Nesta campanha de bloqueio, não serão vacinadas bebês com idades abaixo de 9 meses de idade.

QUAL A PROBABILIDADE DA ENTRADA DO VÍRUS DA FEBRE AMARELA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO?

Com base em avaliações dos cenários epidemiológicos, é possível afirmar que é pouco provável a entrada do vírus no território fluminense. A imunização da população que vive nas divisas com MG e ES é uma medida preventiva, uma vez que tais estados estão registrando casos da forma silvestre da doença. Com a vacinação de bloqueio, espera-se garantir a criação de um cinturão para tenar evitar a entrada do vírus em nosso território. No estado do Rio de Janeiro, não há registros de casos autóctones (transmitidos dentro do estado) nas últimas décadas. Portanto, o RJ não configura uma região endêmica para febre amarela.

O QUE É FEBRE AMARELA?

Há dois tipos de febre amarela – silvestre e urbana. As duas são causadas pelo mesmo vírus e causam a mesma doença, mas se diferem pelo vetor de transmissão. A urbana é transmitida pelo Aedes aegypti e, de acordo com o Ministério da Saúde, desde os anos 40, o Brasil não registra casos deste tipo da doença. Já a silvestre é transmitida pelos mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabeths, insetos de hábitos estritamente silvestres. A febre amarela silvestre é endêmica em algumas regiões do país, principalmente na região amazônica. Os sinais e sintomas mais comuns da doença são: febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos que duram, em média, três dias. Nas formas mais graves da doença, podem ocorrer icterícia (olhos e pele amarelados), insuficiências hepática e renal, manifestações hemorrágicas e cansaço intenso. Trata-se de uma doença infecciosa febril aguda, transmitida exclusivamente pela picada de mosquitos infectados.