Voltar

Notícias

Academia Friburguense de Letras empossa nova diretoria e garante muitos projetos


23 de janeiro de 2017 97 visitas

Sexta-feira, 20 de janeiro, foi uma data especial para os membros da Academia Friburguense de Letras (AFL), que em sessão solene deu posse à nova diretoria e Conselho Fiscal para o biênio 2017/2018.

O evento foi conduzido pelo diretor cultural Ordilei Alves da Costa e contou com a presença não apenas dos novos eleitos, mas dos demais acadêmicos, autoridades municipais, escritores, pessoas ligadas à arte e cultura da cidade, além de convidados.

O prefeito Renato Bravo, que cumpria uma extensa agenda de compromissos, não pôde participar deste importante registro da cultura friburguense, mas, para o representar, o ouvidor público municipal Girlan Guilland compareceu e compôs a mesa de abertura.

A transmissão de cargo, que já é parte do protocolo daquela Casa, aconteceu sob aplausos do auditório lotado. O ex-presidente, Robério José Canto, destacou a felicidade de contar com uma diretoria amiga, dedicada e competente. “Sempre tentei dar o melhor de mim para corresponder à confiança dos companheiros e cumprir tudo que com eles assumi. Agradeço a todos pelas palavras de estímulo e reconhecimento que sempre recebi”, afirmou.

A eleita para presidir a AFL pelos próximos dois anos é Tereza Cristina Malcher Campitelli, formada em Pedagogia, com mestrado em Educação. A nova presidente tem planos para até o fim do ano e promete dar continuidade ao trabalho iniciado pelo companheiro Robério Canto.

“Nova Friburgo é uma cidade inspiradora. Temos muitos jovens escritores e precisamos deles aqui conosco. Queremos que estejam perto, e, para isso, nós o incentivaremos. As atividades implementadas não serão interrompidas. Já temos um longo planejamento até dezembro, que contempla desde saraus até encontro de escritores da região”, comemorou Tereza, que se disse imensamente feliz com a missão.

Nos últimos meses algumas ações de relevância foram colocadas em prática com o objetivo de preparar o espaço para se tornar um importante ponto de cultura de Nova Friburgo. Os projetos visam dar destaque e promover o setor, para que os jovens escritores sejam reconhecidos dentro e fora da cidade.

Conheça um dos projetos em andamento: Intitulado “Anexo Jovem”, o projeto está dentro do planejamento da Academia Friburguense de Letras já para 2017. A ideia é abrir 15 cadeiras para os jovens escritores de toda a região, com idade entre 16 e 29 anos.